“Meu site não vende!” Veja 5 fatores que podem estar impedindo suas vendas online

“Meu site não vende!” Veja 5 fatores que podem estar impedindo suas vendas online


E ai pessoa! Tudo bom? 😀

Ninguém merece montar um site com todo carinho, esperando colher bons resultados, e no final não dar certo, né verdade? Aquela sensação de frustração misturada com decepção, gera uma falta de fé, e uma dúvida se esse negócio de “marketing digital” funciona…

Calma! Não se desestimule ainda. Se você está enfrentando esse problema eu preciso te dizer que tem conserto!

O marketing digital funciona sim, e muito bem, desde que tudo seja plenamente planejado antes de ser colocado em prática. Até mesmo questões simples podem estar atrapalhando seus resultados.

Quer entender melhor alguns fatores que podem estar impedindo suas vendas online? Então acompanha as dicas…

 

Usabilidade do site


 

Seja sincero: Seu site é de fácil acesso? Os visitantes conseguem encontrar o que desejam? Ele é agradável de usar?

Parecem perguntas aleatórias, mas mesmo pequenos erros no layout e design do seu site, podem levar seus resultados ao lixo.

Independente de você ter um site, blog, ou loja virtual, alguns preceitos básicos devem ser seguidos à risca, como:

 

  • Aspecto visual bonito, organizado, com fundo claro, fontes escuras e legíveis, que facilitem a boa leitura do conteúdo.
  • Imagens atrativas, que mostrem todos os detalhes das peças, e sejam fiéis ao produto real;
  • Páginas e Categorias visíveis e fáceis de navegar, permitindo que o visitante encontre o que deseja com poucos cliques;
  • Facilidade para identificar o preço, formas de pagamento, análise de CEP e carrinho;
  • Facilidade para entrar em contato, oferecendo vários meios para isso (telefone, WhatsApp, email, endereço físico).

 

O conjunto desses fatores forma o que chamamos de usabilidade. A experiência do visitante no seu site deve ser boa, agradável, e fácil. Faça um teste: Peça para um amigo navegar pelo seu site e simular uma compra. Caso produza conteúdo, peça-o para ler alguns artigos.

Depois converse com seu amigo e peça que ele descreva como foi a experiência: se teve alguma dificuldade, que pontos de melhorias ele sugere, que pontos estão ótimos para um comprador, etc.

Por que um amigo e não você? Porque você conhece seu site, consequentemente sua avaliação não será tão fidedigna quanto a de alguém que está chegando sem conhecer o ambiente.

 

Conteúdo


 

O quanto as suas copys são boas? Isto é, o quanto seus textos são convincentes para vender?

O conteúdo do seu site deve passar informações relevantes para seu público. Ninguém se interessa em saber quando sua empresa foi fundada, quantos funcionários tem, que máquinas vocês utilizam, etc.

As pessoas querem saber o que você faz, o que oferece, como pode ajudá-las. Aspectos puramente técnicos são chatos e desinteressantes. Salvo alguma necessidade de expô-los, isso pode ser feito em um artigo específico, mas não deve estar na página “Sobre” do site.

Se você não produz artigos, está cometendo um grave erro. Mesmo que seja uma loja virtual, um profissional liberal, ou uma empresa imobiliária, independente do seu ramo de atuação, você deve produzir conteúdo!

Dentro do seu site deve haver um espaço para compartilhar conhecimento.

E não estamos falando de qualquer coisa, mas sim de temas interessantes para seu público-alvo. Temas que ajudem a resolver problemas, tirar dúvidas, ensinar algo…

Os textos devem ser bem escritos, relacionados à sua área de atuação (claro), e devem sempre guiar o leitor para uma sequência de compra (ou outra ação). Veja a seguir…

 

Jornada


 

Jornada é o que acontece com o visitante quando ele chega ao seu site. Que ações ele toma? Que sequência ele segue?

As pessoas visitam inúmeros sites constantemente. São bombardeadas por informações o tempo inteiro, logo, prender a atenção delas é algo fundamental.

Ao sair do seu site o visitante pode nunca mais voltar… Então sua função é fazer com que ele fique o máximo de tempo possível, e que antes de sair permaneça conectado de alguma forma: seja comprando algo, ou preenchendo um cadastro.

Seu objetivo final sempre será fechar uma venda, mas dependendo da sua área de atuação, algumas outras ações podem ser importantes, como: captura de email, cadastro, consultoria, reserva, agendamento, ou compra.

Isso pode ser feito de várias formas:

 

  • Os artigos devem conter chamada de ação com links que direcionem o visitante;
  • A sidebar (lateral do site) pode conter banners e links;
  • O menu deve conter informações que direcionem;
  • O rodapé também pode incluir links;
  • O site deve ter páginas de captura alternativas.

 

Todas essas opções devem levar o visitante ao seu objetivo final. Por isso é importante planejar o que será feito após ele chegar aos links que levam a estas ações (cadastro, agendamento, reserva, captura, etc).

 

  • O que você vai enviar via email, caso ele se cadastre?
  • O que você vai fazer, caso ele envie informações de contato?
  • Como você vai oferecer seu serviço, caso ele opte por uma consultoria?
  • O que acontece depois que ele efetuar uma compra?

 

Planeje cada detalhe da jornada do visitante dentro do seu site. Guie-o até que ele tome uma decisão que leve à compra, e permaneça em contato com ele, tirando dúvidas, oferecendo vantagens, e repassando confiança.

 

Comunicação


 

Conforme citei anteriormente, você precisa planejar a comunicação com seu público. Não basta coletar os dados deles e deixar mofando em uma lista de clientes.

É preciso manter essa lista ativa!

“Mas que lista é essa?”. A lista de pessoas interessadas no seu produto/serviço, que se cadastram no seu site em busca de receber algum material, informações, novidades, ou promoções.

Aqui no blog eu ofereço uma análise gratuita para quem possui um site. Os meus artigos são direcionados a essa oferta, bem como um espaço no começo do blog, e no rodapé. As pessoas interessadas clicam para receber gratuitamente essa análise.

Se eu quisesse construir uma lista de e-mails dessas pessoas interessadas, eu as levaria para uma página onde elas colocariam seu email, e receberiam mais informações (ou mesmo algum material ou aula).

No seu caso, é isso que você deve fazer! Deve construir sua lista de pessoas interessadas para posteriormente se comunicar com elas e oferecer seus produtos/serviços.

Tão importante quanto essa comunicação inicial é a comunicação pós-compra. Não deixe seus clientes abandonados após a compra!

Continue se comunicando com eles, busque saber sobre a experiência de compra deles, envie materiais, ofertas, promoções… Mantenha-o ativo!

Aliás, tenho um artigo bem interessante onde falo sobre isso. Passa pra ler: Efeito Apple: Como transformar fãs em Clientes.

 

Recuperação de carrinho


 

Que estratégia você utiliza para recuperar aquelas pessoas que abandonaram o carrinho antes do pagamento, ou emitiram boletos que não pagaram?

O que? Nenhuma? Isso tá muito errado!

Já comentei sobre a importância da comunicação né? Pois então, isso se aplica também aos casos onde as pessoas desistiram da compra.

É interessante que você tenha uma estratégia para saber o que houve e incentivar essas pessoas a continuar a compra.

Nós compramos com emoção e justificamos com a razão. Na internet, por vezes, o simples ato de colocar um produto no carrinho, ou gerar um boleto, já supre o nosso impulso de comprar. Quando o impulso passa, deixamos a compra de lado.

Nesse momento é importante que você reative o desejo pela compra. Uma das formas de fazer isso é enviar um email “relembrando” a pessoa sobre o produto que ela deixou de lado, e mostrando-se disponível para responder qualquer dúvida que ela tenha.

Vendas online são reais!

Eu posso te garantir que usar a internet para aumentar suas vendas dá resultado, mas para isso alguns princípios devem ser seguidos (como você pode notar).

Ao invés de simplesmente empurrar produtos nas pessoas, foque em montar um planejamento de vendas, seguindo cuidados como os que citei acima, e tenha a mais absoluta certeza de que seus resultados irão melhorar.

Tenha muita atenção aos meios que você está utilizando para vender, e à forma como a oferta está sendo feita. Um erro na oferta do produto pode colocar tudo a perder!

Aprenda a organizar seu site para receber os visitantes, cuide da comunicação com eles, e principalmente: tenha certeza de estar divulgando para a audiência certa.

Comunicação certa para o público certo é a chave para suas vendas online dcolarem!

Se quiser aprender mais sobre isso, sugiro uma leitura ao artigo: Você conhece seu público-alvo?

Abraço.

2019-12-16T16:00:51-03:00

About the Author:

Agência de Publicidade, Especializada em Consultoria SEO e Marketing de Conteúdo

Leave A Comment